Junte-se a nossa família!

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em primeira mão!

© 2020 Entre a Pele - by Amvï Cosméticos Naturais

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram

Ácido Salicílico (Salicylic Acid)


Imagem Shutterstock - Cristais de ácido salicílico sob microscópio.

Ácido salicílico é um tipo de beta-hidroxiácido (BHA) que pode ocorrer naturalmente em algumas plantas e que apresenta múltiplos benefícios, tais como esfoliação de células mortas, ação anti-inflamatória e antibacteriana. Seu principal mecanismo de ação consiste em promover uma delicada esfoliação das camadas superficiais de pele.

Esse ácido possui afinidade com o sebo cutâneo e por isso é capaz de penetrar os poros e esfoliá-los em seu interior, contribuindo, dessa maneira, para

a desobstrução dos poros e redução dos cravos e comedões, tão comuns nas peles naturalmente oleosas e acneicas. Além disso, estudos têm demonstrado que o ácido salicílico tem promovido ótimos resultados em tratamentos de desordens do couro cabeludo, especialmente nos casos de dermatite seborreica e caspa, devido a sua ação anti-inflamatória e esfoliante, que reduz a descamação e ameniza a coceira.

Ainda, graças ao seu efeito queratolítico, que desestabiliza a camada córnea (queratinizada) e estimula o desprendimento das células de queratina, o ácido salicílico também é muito usado no tratamento de calosidades, queratose pilar, calcanhar seco e rachado, ou asperezas de contato causadas por formação excessiva de pele, afinando a epiderme e tornando-a mais lisa, uniforme e macia ao toque.

A versatilidade desse ácido permite uma aplicação multifuncional, nos mais variados produtos, como sabonetes líquidos, géis, hidratantes, loções, shampoos e séruns capilares.

É importante destacar, no entanto, que o ácido salicílico, embora seja um dos ácidos mais suaves, ainda assim pode causar alergias e intolerâncias em algumas pessoas, especialmente as de pele sensível. Além disso, como qualquer outro produto que promove esfoliação das camadas superficiais da pele, sua utilização sempre deve ser acompanhado do uso de filtros solares, já que a pele mais fina se torna mais suscetível aos danos causado pela radiação solar. Por isso, consulte sempre um dermatologista!

Avaliação: Ótimo Classe: Esfoliante/ Antimicrobiano/ Agente Condicionante da Pele Riscos: Considerado seguro para uso cosmético em concentrações restritas. Pode causar alergias e irritações.

REFERÊNCIAS:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5056361/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5429107/

https://online.personalcarecouncil.org/ctfa-static/online/lists/cir-pdfs/pr302.pdf

https://www.jaad.org/article/S0190-9622(04)03094-4/pdf

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17129266

https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/salicylic_acid

#Ácidos #Ativos #PeleOleosa #Pele #Limpeza #Ingredientes #Sintéticos