A importância do uso de produtos com biocompatibilidade dérmica


Biocompatibilidade dérmica é a característica que algumas substâncias possuem de mimetizar (imitar) a estrutura molecular da pele, ou seja, são quimicamente e/ou biologicamente muito similares aos componentes naturalmente presentes na pele humana e que, portanto, possuem elevada afinidade e compatibilidade com nosso corpo.

Imagem: Shutterstock

Esse é um atributo muito importante, pois tais substâncias desempenham papeis ativos fundamentais no mecanismo de equilíbrio e autorregulação da epiderme, oferecendo suporte a sua fisiologia e mantendo-a saudável e protegida.

Uma das características mais importantes desses compostos é que sua alta afinidade faz com que sejam absorvidos pelo nosso corpo de modo mais efetivo, levando consigo outras importantes substâncias, como vitaminas e minerais, para seu local correto de ação. Além disso, devido a sua elevada semelhança com os compostos naturalmente encontrados em nosso corpo, essas substâncias são muito bem toleradas por nossa pele e possuem reduzido potencial para causar algum tipo de reação indesejada, como alergias e/ou irritações, desencadeadas, muito frequentemente, por compostos estranhos a biologia humana, também conhecidos como xenobióticos. Dessa maneira, as fórmulas desses produtos se tornam mais suaves e eficazes e seus resultados e efeitos são percebidos mais rapidamente.

Outro ponto relevante é que, esses elementos ativos, quando estruturados em lipossomas ou nanocápsulas, possuem potencial de absorção ainda maior, sendo capazes de ultrapassar as camadas mais externas da pele, promovendo, portanto, um cuidado mais profundo, além de melhorar o desempenho da formulação, bem como sua estabilidade.

Os benefícios que os componentes biocompatíveis trazem a nossa pele são muitos, dentre os quais podemos citar alguns exemplos importantes, como o reparo da barreira cutânea, aumento da hidratação, equilíbrio do pH, redução da inflamação, etc. Essas substâncias promovem, ainda, toque sedoso à pele sem efeito gorduroso, tornando a experiência sensorial ainda mais prazerosa.

Compreendem algumas das substâncias biocompatíveis, os fosfolipídeos como a lecitina, presente nos produtos AMVÏ; o squalano e seus derivados e esfingolipídeos como as ceramidas, entre outros. Tais substâncias podem ser extraídas de fontes vegetais renováveis como a soja, girassol, canola e algodão.

Por isso, é muito importante que estejamos sempre atentos a composição dos produtos que escolhemos, pois dessa forma, somos capazes de fazer escolhas mais conscientes e assertivas, reduzindo nossas despesas investidas em cosméticos que não nos trazem benefícios reais a saúde de nossa pele.

#Pele #Biocompatibilidade #CompatibilidadeDérmica

0 visualização

Junte-se a nossa família!

Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos em primeira mão!

© 2020 Entre a Pele - by Amvï Cosméticos Naturais

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram